quinta-feira, 31 de maio de 2012

Resenha: Project46



PROJECT46 – Doa a quem Doer (2011)
(Independente - Nacional)
Aprox. 46 min.
Nota: 9.0
 
Se você ainda acha que metal cantado em nossa língua pátria não tem qualidade, precisa urgentemente rever seus conceitos! Se por um lado cantar em português distancia os artistas de uma notoriedade maior no exterior (notoriedade essa que nem sempre é a pretensão das bandas), por outro os une com o público de uma forma forte, pois as mensagens a serem transmitidas são entendidas com êxito não só através da melodia, mas também das letras.

O Project46 é mais um agradável exemplo dessa nova safra de bandas. Formada em 2008 e tendo lançado um EP em 2009, a banda, que pratica um thrash metal moderno muito pesado e cheio de groove, mesclando com metalcore, chega a seu primeiro álbum intitulado “Doa a Quem Doer” mostrando que talento eles têm de sobra. Da arte gráfica ao conteúdo musical do trabalho, tudo é muito bem feito. Para se ter uma ideia da criatividade dos caras: o encarte é um pôster quando aberto e as letras, retratando temas atuais como problemas sociais e violência, são bem fortes e transpiram agressividade.

As faixas “Atrás de Linhas Inimigas” e “Impunidade” já abrem o trabalho passando uma identidade única da banda. Vale destacar ainda “Se Quiser” (sim, aquela que foi censurada pela Rede Globo) como sendo uma das faixas mais belas do trabalho, possuindo uma letra muito dinâmica e reflexiva. A instrumental “#46”, com sua passagem acústica, soa poderosa e sombria, e ao mesmo tempo muito contagiante.

O instrumental também é impressionante, com riffs e solos inspiradíssimos de Vinícius Castellari e Jean Patton, juntamente com o baixo e a bateria pesada. Isso acompanhado dos guturais ferozes de Caio condiz muito bem com a ideia da banda.

Enfim, o que temos aqui é um trabalho muito bom, de uma banda muito boa, esbanjando atitude e com determinação o suficiente para buscar o caminho do sucesso.

Faixas:
1. 809072 (Intro)
2. Atrás das Linhas Inimigas
3. Impunidade
4. Capa de Jornal
5. Se quiser
6. Violência Gratuita
7. Amanhã Negro (Part. Dijjy – Ponto Nulo no Céu).
8. #46
9. Dor
10. No Rastro do Medo
11. Acorda pra Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário