quinta-feira, 31 de maio de 2012

Resenha: Division Hell




DIVISION HELL – Apokaliptika (2011 - CD demo)
(Independente - Nacional)
Aprox. 13 min.
Nota: 10.0


Executando um death metal (dos bons!) com raízes no heavy, características thrash e um pequeno flerte com black metal, o Division Hell é aquele tipo de banda que, ao dar o play pela primeira vez, você já percebe que vale a pena. "Apokaliptika", CD promo do quarteto, tem uma química muito acima dos níveis que se ouve no primeiro registro de muitas bandas por aí. As três faixas aqui presentes são bem produzidas, e mostram que a banda tem um ótimo senso de composição.

Ubour tem um vocal cavernoso que condiz perfeitamente com as melodias compostas. Com um instrumental pra lá de harmonioso, a banda simplesmente sabe como trazer suas influências para este primeiro registro, dosando muito bem os riffs e solos nas três faixas (e como os caras tocam!). O grupo sabe muito bem explorar as ideias, alternando momentos rápidos e pesados com outros mais cadenciados, o que possibilita uma atmosfera irresistivelmente sombria em várias passagens de guitarra.

Quanto às letras, temos temas que beiram à perfeição (soando até mesmo poéticos se fizermos uma análise mais profunda). As composições, em diversos trechos, chegam a fazer com que essa que vos escreve se arrepie (exemplo disso é a segunda faixa, com sua narração). O grande destaque é a faixa-título, em que o Division Hell deixa claro que tem muita competência e está pronta para conquistar novos horizontes. Nessa faixa, o trecho “I saw in my dreams / the four horsemen of hell / making souls beg by the light / but they are heartless” lembra a narrativa existente em “Little Julie” (Sarcófago), o que dá um ar ainda mais convidativo à faixa.

Se o Division Hell se mantiver nesse nível, o primeiro álbum completo (que já aguardo ansiosamente) tem tudo para decolar conquistando novos fãs, pois talento e feeling o grupo tem em altas doses. Confiram!

Faixas:
1. Apokaliptika
2. Pray & Cry
3. Flesh Blood Desire

2 comentários: