quinta-feira, 31 de maio de 2012

Resenha: Bruto


BRUTO - Mundo Destruído (2011)
(Independente – Nacional)
Aprox. 30 min.
Nota: 7.0

Apostando em composições em português, a banda Bruto, oriunda de Gama (DF), surgiu em 2004 e lançou uma demo em 2006 antes de chegar ao lançamento deste seu primeiro registro oficial intitulado “Mundo Destruído”. A banda é formada por Kbça (vocal), Sálvio Américo (bateria), Rodrigo Silva e Leo Silva (guitarras) e Henrique Miranda (baixo).

O estilo proposto por eles é o Thrash Metal com passagens que remetem à estilos mais extremos, como Death e Hardcore, com características do final dos anos 80 e início da década de 90, mas a banda não vive na cola de grupos old school, usando de certa modernidade em seu som.
As letras possuem temas comuns atualmente: aspectos sociais, políticos e religião acompanhadas de uma variação de ritmos e melodias empolgantes. Meus destaques no álbum são a faixa bônus “Brutality” e a faixa-título, por possuírem um belo instrumental, cadenciado e bem dinâmico. Mas as 10 faixas e os dois bônus (faixa e vídeo) presentes no trabalho são muito bem equilibrados e tem qualidade.
O vídeo é para “Mundo Destruído” e, apesar de simples, foi bem produzido e elaborado, ilustrando os problemas que vêm afligindo o mundo atual. Também merece destaque a imagem que ilustra a capa do CD (a cargo de Diego Moscardini) que ficou bem convidativa.
Enfim, um bom trabalho. Se você gosta de barulheira da boa, confira! 
Faixas:
1. Intro
2. Mundo Destruído
3. Igrejas
4. Paraíso Quitado
5. Vai se Fuder
6. Obscuro
7. Porrada
8. Ilustração
9. Cidade Adormecida
10. PQP Que Porra é Essa!
11. Brutality (bonus track)

+ Mundo Destruído (Vídeo oficial) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário